• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT tem 3,5 mil processos envolvendo exploração do trabalho infantil
  • Apoie a campanha, Trabalho Infantil Não é Folia, Proteja Crianças e Adolescentes. O Ministério Público do Trabalho (MPT), em parceria com a Associação de Ex-Conselheiros e Conselheiros da Infância (AECCI), reforça a campanha #Chegadetrabalhoinfantil.
  • Campanha do MPT alerta contra o trabalho escravo no Brasil
  • Confira no canal MPT TV no youtube a posse do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, Carlos Eduardo de Azevedo Lima na Fundação Casa de José Américo, na capital
  • A campanha “Trabalho Infantil: Se você cala, não para”, do Ministério Público do Trabalho (combate ao trabalho infantil) ganhou 10 prêmios no Prêmio Pernambuco de Propaganda, entre eles, quatro de ‘ouro’ e o troféu de Grand Prix da Publicidade.
  • Diga não a exploração infantil #ChegaDeTrabalhoInfantil Disque 100
  • O Ministério Púbico do Trabalho (MPT) lançou a campanha de conscientização para incentivar a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A campanha foi criada por ocasião do Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência – 21 de setembro, conhecido também como “Dia D” – e é composta por imagens e vídeos para difusão em redes sociais pelas unidades do MPT de todo o país.
  • NR's em cordel
  • O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) divulgou nessa quarta-feira (4/10) o edital contendo o regulamento regional do Prêmio MPT na Escola 2017, que premiará os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos de escolas participantes do projeto no Estado.
  • O Ministério Público do Trabalho (MPT) vai oferecer o curso gratuito para capacitar conselheiros tutelares e outras pessoas que integram a rede de proteção à infância em todo o País, as incrições iniciam em outubro
  • O Ministério Público do Trabalho apoia a igualdade para todos
  • O procurador Carlos Eduardo de Azevedo Lima tomou posse na tarde desta segunda-feira (2/10), em Brasília (DF), como novo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB). A solenidade de posse dos novos procuradores-chefes das 24 Procuradorias Regionais do Trabalho aconteceu na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), na Capital Federal.

MPT tem 3,5 mil processos envolvendo exploração do trabalho infantil

11/10/2018 – A criança é prioridade na nossa Constituição Federal, que garante o direito à educação, saúde, segurança, lazer. No entanto, há um cenário preocupante de exploração e violação de direitos: 15,6 mil crianças e adolescentes menores de 18 anos foram vítimas de acidentes graves no trabalho, nos últimos seis anos, no País (72% eram do sexo masculino e 27,7% do sexo feminino). Os dados são do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, instrumento do MPT e da OIT.

 

Parte dessas violações chega às unidades do Ministério Público do Trabalho, que possui atualmente em todo o País cerca de 3.500 procedimentos ativos ou processos investigatórios envolvendo exploração do trabalho da criança e do adolescente, dos quais 142 na Paraíba (13º Estado do país com mais investigações).

Esta semana, a realidade do trabalho infantil – vivenciada no Brasil por mais de 2,7 milhões de crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos – foi levada, de forma diferente, para meninos e meninas que integram o projeto ‘Tamanquinhos das Artes’, apoiado pelo MPT, na cidade de Campina Grande.

Aproximadamente 80 crianças e adolescentes do projeto – que educa por meio das artes – participaram de atividades lúdicas e pedagógicas em comemoração à Semana da Criança, na sede do programa, localizada próxima à área da Feira Central de Campina Grande, um dos locais de maior incidência de trabalho infantil.

Brincadeiras de roda, apresentação de palhaços, incentivo à leitura e uma pergunta: como eu posso ser solidário junto a minha comunidade? Como posso ajudar a combater a exploração contra crianças?

“Uma das formas é denunciando casos de trabalho infantil aos órgãos competentes, Ministério Público, Disque 100. O MPT precisa da parceria de toda a sociedade, pois este é um trabalho conjunto e contínuo”, destacou o procurador do MPT-PB, Raulino Maracajá.

As professoras Albanita Guerra (Literatura) e ‘Corrinha dos Bonecos’, como é carinhosamente conhecida (confecção de brinquedos recicláveis) envolveram a criançada. Pais também participaram da programação, que teve distribuição de kits de higiene pessoal e doces.

‘Tamanquinhos das Artes’

Um dos projetos apoiados pelo MPT na Paraíba é o ‘Tamanquinhos das Artes’, que propõe educar por meio das artes. Desenvolvido desde 2016 com meninos e meninas em situação de vulnerabilidade social, retirou crianças da Feira Central de Campina Grande e as inseriu em oficinas e aulas de música, dança, teatro, artes plásticas e literatura.

74 mil trabalham na Paraíba

Na Paraíba, 74 mil crianças e adolescentes, de 5 a 17 anos, exercem algum tipo de trabalho, segundo o IBGE (Pnad/2015).

 

Fonte: Ascom / MPT-PB.

 

CONTATOS:

ASCOM / MPT-PB – (83) 3612 – 3119

Facebook:  @mptpb

Instagram:  @mptparaiba

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr