• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • carrossel site mpt
  • 17-MINISTERIO-1900A-TRABALHO INFANTIL-OUTDOOR - Copia
  • banner yt
  • campanha ARTISTAS MODELO certo ok
  • NRS
  • banner jornal 18demaio
  • versão site

Abril Verde na Paraíba: Inspeção na Transposição

Uma série de ações estão sendo desenvolvidas na Paraíba pelo MPT e órgãos parceiros dentro da campanha “Abril Verde: pela saúde e segurança no trabalho”.

 

 

Uma nova fiscalização foi realizada no último dia 5, nas obras da Transposição do Rio São Francisco - Eixo Leste, no trecho entre os municípios de Monteiro e Sumé, no Cariri paraibano. Foram visitados canteiros para verificar, junto com o Ministério Público Federal e o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) as condições de trabalho nos locais. No trecho Camalaú, auditores do MTE emitiram termo de embargo devido ao risco iminente de acidente de trabalhadores.

 

 

No trecho fiscalizado, havia aproximadamente 80 trabalhadores no momento da inspeção. Eles se desdobram para que a obra seja concluída e a água possa chegar às torneiras de milhares de paraibanos.

 

Foram fiscalizados canteiros de obras de três empresas: Silcon, Sanccol e PB Construções. Entre as irregularidades detectadas estavam ausência de tela de proteção e não concessão de cinto de segurança a alguns trabalhadores que atuavam no desmonte de andaimes.

 

 

“Havia trabalhador em altura sem cinto de segurança e ausência de sinalização no canteiro de obras. Foi constatado risco iminente de queda de trabalhadores. Pelos locais onde a obra é executada, o trabalhador pode cair no leito do rio (local com correnteza e pedras) ou no canal”, pontuou a procuradora do Trabalho Marcela Asfóra.

 

 

Ela fiscalizou as obras, juntamente com o procurador do Trabalho Raulino Maracajá, o analista pericial do MPT Aristarcho Aquino, a procuradora do MPF, Janaína Andrade, além de Juliano Sitônio (analista pericial do MPT em Campina Grande), Marcelo Franca (analista pericial/engenharia civil do MPT-PB), Dante Viana e Bráulio José Tavares (auditores fiscais do MT).

 

Ações do Litoral ao Sertão

 

Este mês, além de Monteiro e Sumé, estão acontecendo ações em João Pessoa, Guarabira, Campina Grande, Patos, Sousa e Araruna.

  

Em João Pessoa, uma série de palestras e rodas de conversas acontecem simultaneamente dentro da programação do Abril Verde. No último dia 7, a procuradora do Trabalho Myllena Alencar ministrou palestra no Centro de Tecnologia da UFPB para estudantes, juntamente com a engenheira de Segurança do Trabalho, Aparecida Estrela e o auditor fiscal do MTE, Ribamar Gomes.

 

 

Conversa com aprendizes

 

Na última semana, foram realizadas rodas de conversas com jovens aprendizes, em João Pessoa e Campina Grande.

 

Na segunda-feira passada (10), por exemplo, a procuradora Marcela Asfóra e o técnico de segurança do Trabalho Nivaldo Barbosa, estiveram no CIEE, na Capital, conversando com jovens.

 

 

Adesão de Campina e Sousa

 

Em Campina Grande, o procurador Raulino Maracajá bateu um papo com jovens aprendizes na sede o IEL, na última segunda (10). Ele falou sobre a importância do meio ambiente de trabalho seguro e sadio para evitar acidentes e danos à saúde do trabalhador.

 

 

Na terça-feira (11), foi a vez de aprendizes do IEL, em João Pessoa, participarem de roda de conversa com a procuradora Andressa Coutinho. Simultaneamente, na tarde da última terça-feira, a procuradora Myllena Alencar participou de reunião do CPR-PB com palestra sobre “Acidentes de Trabalho por Choques Elétricos em Obras”, no Sinduscon-JP.

 

Patos

 

No Sertão, houve palestra sobre biossegurança e rodas de conversa para profissionais de saúde. O evento aconteceu na sede do Cerest de Patos, na segunda (10) e terça-feira (11) da semana passada.

Sousa

 

Já em Sousa, um evento foi realizado na última terça-feira (11) sobre o uso seguro de caldeiras, com a participação da diretora-geral do Cerest Estadual, Celeida Barros e representante do MTE. “Foi muito importante pela participação de empresários que utilizam caldeiras”, informou a procuradora Marcela Asfóra.

Araruna

 

Foi realizado um treinamento em altura para peritos e técnicos em perícia, no último dia 8, no Parque Estadual Pedra da Boca.

 

 

CONTATOS:

Henriqueta Santiago – Jornalista

Giovana Ferreira - Estagiária

(83) 3612 – 3119 – Ascom / MPT

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr