• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • MPT participa de audiência pública em João Pessoa sobre Metas do Judiciário
  • 14 de Dezembro - Dia do Ministério Público -
  • O Brasil ocupa o 4º lugar no ranking mundial de acidentes de trabalho. A cada 48 segundos, um trabalhador se acidenta no País. E, a cada 3 horas, um trabalhador vai a óbito. O mês de abril é o momento de reforçarmos a importância da prevenção. Vamos prevenir acidentes! #ChegadeAcidentesdeTrabalho
  • NR's em cordel
  • Confira no canal MPT TV no youtube a posse do procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, Carlos Eduardo de Azevedo Lima na Fundação Casa de José Américo, na capital
  • A campanha Criança não deve trabalhar, infância é para sonhar já está no ar. Ela faz parte das ações pelo 12 de junho - Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. Vamos mudar essa realidade! Não se omita, denuncie! Disque 100 ou use o app Proteja Brasil. Compartilhe! #InfanciaSemTrabalho
  • Campanha do MPT alerta contra o trabalho escravo no Brasil
  • A campanha “Trabalho Infantil: Se você cala, não para”, do Ministério Público do Trabalho (combate ao trabalho infantil) ganhou 10 prêmios no Prêmio Pernambuco de Propaganda, entre eles, quatro de ‘ouro’ e o troféu de Grand Prix da Publicidade.
  • Diga não à exploração infantil #ChegaDeTrabalhoInfantil Disque 100
  • O Ministério Púbico do Trabalho (MPT) lançou a campanha de conscientização para incentivar a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A campanha foi criada por ocasião do Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência – 21 de setembro, conhecido também como “Dia D” – e é composta por imagens e vídeos para difusão em redes sociais pelas unidades do MPT de todo o país.
  • O Ministério Público do Trabalho apoia a igualdade para todos

MPT participa de audiência pública em João Pessoa sobre Metas do Judiciário

06/08/2019 - O procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba, Carlos Eduardo de Azevedo Lima, participou de uma audiência pública para discutir Metas do Poder Judiciário, na manhã da última terça-feira, no auditório do Fórum Maximiano Figueiredo, em João Pessoa. O evento – que aconteceu durante o 2º Encontro de Governança Judiciária e Administrativa de 2019 – foi aberto pelo presidente do Tribunal Regional do Trabalho da Paraíba (TRT-13), desembargador Wolney de Macedo Cordeiro.

 

O procurador-chefe do MPT-PB destacou a relevância da discussão voltada para o aprofundamento de medidas voltadas para a garantia de maiores celeridade e efetividade no julgamento das ações, a fim de que se possa entregar uma prestação jurisdicional cada vez mais rápida e de maior qualidade à sociedade.

“Nesse contexto, é imprescindível que sejam discutidas perante o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) medidas voltadas para um maior estímulo ao julgamento mais célere das ações coletivas, dando-lhes um tratamento diferenciado inclusive na aferição estatística de cumprimento de metas pelos juízes no que tange a essas ações”, ressaltou.

“Não se mostra minimamente razoável que essas ações, inegavelmente com maior complexidade e repercussão social, muitas vezes envolvendo até mesmo milhares de trabalhadores numa única ação, tenham aferição em moldes idênticos ao de uma ação individual e, por conseguinte, sem maior repercussão sob o ponto de vista de sua abrangência”, destacou.

“Urge, pois, o estabelecimento de medidas voltadas para um maior estímulo ao julgamento e à tramitação mais célere de ações civis públicas e outras ações de cunho coletivo, o que tem enorme potencial em termos de desafogamento do Poder Judiciário e da redução de seus acervos”, acrescentou Carlos Eduardo Lima.

A audiência pública teve a participação de magistrados, procuradores e representantes de várias entidades.

Encerramento. O juiz Adriano Dantas encerrou a audiência pública agradecendo a manifestação dos participantes, considerando que foi um momento ímpar para o Judiciário discutir internamente, com a sociedade e com o jurisdicionado e demais autores envolvidos no processo judicial, o futuro da Justiça do Trabalho.

Fonte: Ascom / MPT-PB

CONTATOS:

ASCOM / MPT-PB – (83) 3612 – 3119

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr