• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • Prêmio MPT na Escola abre edital: Escolas de municípios paraibanos podem se inscrever até 13 de outubro
  • O Ministério Púbico do Trabalho (MPT) lançou a campanha de conscientização para incentivar a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A campanha foi criada por ocasião do Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência – 21 de setembro, conhecido também como “Dia D” – e é composta por imagens e vídeos para difusão em redes sociais pelas unidades do MPT de todo o país.
  • O procurador Carlos Eduardo de Azevedo Lima tomou posse na tarde desta segunda-feira (2/10), em Brasília (DF), como novo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB). A solenidade de posse dos novos procuradores-chefes das 24 Procuradorias Regionais do Trabalho aconteceu na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), na Capital Federal.
  • Curso abrirá inscrições em outubro e participantes receberão certificação O Ministério Público do Trabalho (MPT) vai oferecer o curso gratuito para capacitar conselheiros tutelares e outras pessoas que integram a rede de proteção à infância em todo o País, as incrições iniciam em outubro
  • A campanha “Trabalho Infantil: Se você cala, não para”, do Ministério Público do Trabalho (combate ao trabalho infantil) ganhou 10 prêmios no Prêmio Pernambuco de Propaganda, entre eles, quatro de ‘ouro’ e o troféu de Grand Prix da Publicidade.
  • O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) divulgou nessa quarta-feira (4/10) o edital contendo o regulamento regional do Prêmio MPT na Escola 2017, que premiará os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos de escolas participantes do projeto no Estado.

Prêmio MPT na Escola abre edital: Escolas de municípios paraibanos podem se inscrever até 13 de outubro

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) divulgou nessa quarta-feira (4/10) o edital contendo o regulamento regional do Prêmio MPT na Escola 2017, que premiará os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos de escolas participantes do projeto no Estado. De acordo com o edital, as inscrições para seleção de trabalhos de escolas da Paraíba estarão abertas de 5 a 13 de outubro de 2017.

O regulamento contém as regras relativas à inscrição, seleção e avaliação dos trabalhos. O prêmio é válido somente para os municípios que participaram da oficina de formação dos agentes e que já estão cadastrados no projeto. A postagem dos trabalhos da etapa Regional Paraíba, deve ser feita pelo e-mail premiomptnaescolapb@gmail.com. Os vencedores de cada categoria concorrerão aos prêmios na etapa nacional, sendo elas: conto, poesia, esquete teatral, desenho, música e curta-metragem.  

O MPT na Escola consiste num conjunto de ações voltadas para a promoção de debates, nas escolas de ensino fundamental, dos temas relativos aos direitos da criança e do adolescente, especialmente a erradicação do trabalho infantil e a proteção ao trabalhador adolescente. Utilizando materiais e cartilhas fornecidas pelo programa, o MPT busca a conscientização sobre os malefícios e mitos do trabalho infantil, romper barreiras culturais de permissibilidade do trabalho infantil, capacitar e sensibilizar sobre os direitos da criança e divulgar o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Os trabalhos deverão ser postados na internet pela respectiva Secretaria Municipal de Educação entregues na Procuradoria Regional do Trabalho em João Pessoa (Av. Almirante Barroso, 234 – Centro – CEP: 58.013-120 – Telefone – 3612- 3100) ou em Campina Grande (Rua Antônio Campos, 594 – Alto Branco – CEP: 58.401-399 - Telefone: 3344- 4650) e/ou encaminhado pelo email: premiomptnaescolapb@gmail.com, no prazo fixado (05/10/2017 a 13/10/2017). O regulamento do Prêmio MPT na Escola 2017 e as fichas de inscrição estão disponíveis em www.premiomptnaescola.blogspot.com.br

 

 

 

                                                    

 

EDITAL DE SELEÇÃO REGIONAL DO PRÊMIO MPT NA ESCOLA 2017

 

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) – neste ato representado pelo coordenador regional da Coordenadoria Nacional de Combate à Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente (COORDINFÂNCIA), o procurador do Trabalho Eduardo Varandas Araruna – torna público o edital (contendo o regulamento do Prêmio MPT na Escola 2017) e a abertura das inscrições para seleção estadual dos melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos por alunos de escolas participantes do projeto no Estado. As inscrições estão abertas do período de 05/10/2017 a 13/10/2017, conforme as normas estabelecidas nesse edital e no regulamento do prêmio.

Os trabalhos deverão ser postados na internet pela respectiva Secretaria Municipal de Educação (SME), entregues na Procuradoria Regional do Trabalho em João Pessoa (Av. Almirante Barroso, 234 – Centro – CEP: 58.013-120 – Telefone – (83) 3612- 3100) ou em Campina Grande (Rua Antônio Campos, 594 – Alto Branco – CEP: 58.401-399 - Telefone: (83) 3344- 4650) e/ou encaminhado pelo email: premiomptnaescolapb@gmail.com, no prazo fixado (05/10/2017 a 13/10/2017), observado o seguinte:

a) Conto - o texto deve ser encaminhado por e-mail.

b) Curta-metragem – O vídeo deverá ser postado no YouTube, devendo o respectivo link ser encaminhado por email.

c) Esquete teatral - deverá ser filmada. O vídeo deverá ser postado no YouTube, devendo o respectivo link ser encaminhado por email.

d) Música – deverá ser filmada. O vídeo deverá ser postado no YouTube, devendo o respectivo link ser encaminhado por email.

e) Desenho – O desenho deve ser enviado pelos Correios, com AR, ou entregue mediante recibo, na Procuradoria Regional do Trabalho (João Pessoa ou Campina Grande), aos cuidados da Coordenação Estadual do Projeto, ou encaminhado pelos Correios, com Aviso de Recebimento. Vide endereços no link: http://premiomptnaescola.blogspot.com.br/p/enderecos-do-mpt.html.

f) Poesia – o texto deve ser encaminhado por email.

10.2. Ao postar o vídeo no Youtube (Curta-Metragem, esquete teatral ou música), deverá indicar, como título da postagem, a expressão contendo o nome do certame, acrescido do nome do Município e do nome da modalidade (“Prêmio MPT na Escola 2017 – Nome do Município – Modalidade”).

O regulamento do Prêmio MPT na Escola 2017 e as fichas de inscrição estão disponíveis em www.premiomptnaescola.blogspot.com.br.

REGULAMENTO  

1.    INTRODUÇÃO

1.1.     O Prêmio MPT na Escola consiste na seleção e premiação dos melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos das escolas que participam do Projeto MPT na Escola em todo o território nacional.

1.2.     O presente prêmio enquadra-se na categoria de concurso cultural, o qual pressupõe ser de caráter exclusivamente cultural e recreativo, sem qualquer categoria de sorteio ou pagamento por parte do participante, bem como sem qualquer vinculação à aquisição ou uso de bem, direito ou serviço, de acordo com os artigos 3º, inciso II, da Lei nº. 5.768/71, e 30 do Decreto nº. 70.951/72.

1.3.     A participação no presente Concurso é voluntária e gratuita e implica na aceitação total e irrestrita dos termos e condições do presente Regulamento.

2.    TEMA

2.1. Os trabalhos inscritos no Prêmio devem abordar o tema trabalho infantil, podendo destacar um ou mais de seus aspectos, como causas, consequências, formas, cenários, políticas públicas, programas, projetos e ações de prevenção.

2.2. A abordagem do tema trabalho infantil deve tomar como parâmetro a legislação nacional e internacional que tratam da matéria, em especial a Constituição Federal (art. 7º, inciso XXXIIII e 227), a Consolidação das Leis do Trabalho, o Estatuto da Criança e do Adolescente, as Convenções da OIT e da ONU, respeitando-se, em qualquer trabalho inscrito, os princípios da proteção integral e da prioridade absoluta dos direitos da criança e do adolescente.

3.    OBJETIVO

3.1.     O Prêmio tem por objetivo fomentar a participação de crianças e adolescentes nas ações de mobilização, conscientização e prevenção do trabalho infantil, reconhecer e divulgar os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos, e a dedicação dos educadores envolvidos nas ações de prevenção e combate à violação dos direitos de crianças e adolescentes.

4.    CATEGORIAS.

4.1.     O Prêmio receberá inscrições de trabalho em 6 (seis) categorias: a) Conto; b) Curta-metragem, c) Desenho; d) Esquete Teatral; e) Música; f) Poesia

4.2.     Somente poderá ser inscrito um trabalho por categoria.

5.    PROTAGONISMO DOS ALUNOS

5.1.     A produção e a apresentação dos trabalhos devem ser de autoria exclusiva dos alunos. A participação dos educadores deve se limitar às atividades de apoio, orientação e acompanhamento.

5.2.     Na categoria música os instrumentos musicais podem ser operados por alunos ou terceiros.

5.3. Na categoria Curta-metragem poderá aparecer quaisquer pessoas como personagens ou entrevistados (alunos, pais, professores e demais profissionais, além de autoridades e estudiosos sobre o tema abordado), porém a gravação e edição do vídeo deve ser feita exclusiva pelos alunos, sob a orientação do professor.

6.    ORIGINALIDADE, AUTENTICIDADE E DIREITOS AUTORAIS

6.1. Todos os trabalhos inscritos no certame devem ser originais, inéditos e de autoria dos alunos indicados na ficha de inscrição, sendo vedada a inscrição de trabalho copiado, integral ou parcialmente, de outra obra, respondendo o responsável pela inscrição, de forma exclusiva e integral, por eventuais reclamações, questionamentos, acusações ou alegações de plágio ou violação de direitos autorais, de personalidade, de titularidade de terceiros, dentre outros, inclusive pela omissão de informações.

7.    REQUISITOS E PRÉ-REQUISITOS

7.1.  Os trabalhos inscritos deverão atender aos pré-requisitos e aos requisitos de avaliação da respectiva categoria constantes da tabela abaixo. Os pré-requisitos possuem natureza eliminatória. Os quesitos de avaliação possuem natureza classificatória.

7.2.  Os trabalhos não poderão conter:

a) mensagens de apologia ao trabalho infantil ou que, de alguma forma, induza à aceitação ou conformação com essa violação de direitos (mitos);

b) imagens de crianças e adolescentes em situação vexatória ou constrangedora;

c) mensagens ou imagens que atentem, de outras formas, contra os direitos da criança e do adolescente.

7.3.     Conto

a) Pré-requisitos:  Texto original e inédito, com o mínimo de 25 e o máximo de 40 linhas, incluído o título, em letra Arial, tamanho 12, margem superior e esquerda 3,0 cm; margem inferior e direita 2,0 cm; espaçamento 1,5 entre linhas. O conto deverá ser escrito em sala de aula, ou em outro espaço da escola, acompanhada pelo professor-orientador responsável pelo aluno.

b) Quesitos de avaliação: respeito ao tema, correção ortográfica, criatividade, objetividade e clareza

7.4.  Curta-metragem

Pré-requisitos:  vídeo original e inédito, com duração mínima de 5 e máxima de 8 minutos, postado no YouTube. Os créditos não entram na contagem do tempo do vídeo.  O vídeo poderá ser gravado nos formatos MPEG, MP4, AVI, WMV, sendo permitida qualquer ferramenta de edição, podendo ser produzido a partir de aparelhos celulares, máquinas fotográficas digitais ou webcams. No caso da participação de terceiros no vídeo, deverá ser apresentado o Termo de Autorização do Uso de Imagem de cada pessoa.

Quesitos de avaliação: respeito ao tema, criatividade, objetividade e qualidade técnica (roteiro, áudio e imagem).

7.5.  Esquete teatral

Pré-requisitos:  4 a 10 participantes, tempo mínimo de 8 e máximo de 12 minutos, filmada e postada no YouTube. A produção e a apresentação dos trabalhos devem ser de autoria exclusiva dos alunos. A participação dos professores, ou outras pessoas como autores ou apresentadores dos trabalhos implica a desclassificação do trabalho, em qualquer fase do certame.

Todas as cenas da esquete teatral deverão acontecer de forma continuada, no mesmo local, ou em locais próximos, de modo que eventual deslocamento das personagens possa ser acompanhado durante a apresentação, não sendo possível cenas em locais distantes um do outro, como ocorre em curta-metragem e filmes em geral.

Quesitos de avaliação: respeito ao tema, criativa, adequação ao texto, estrutura cênica, figurinos e adereços.

7.6.  Desenho

Pré-requisitos:  desenho original e inédito, em papel cartolina. O desenho deverá ser feito em sala de aula, ou em outro espaço da escola, acompanhado pelo professor-orientador responsável pelo aluno, que filmará os principais momentos do trabalho e postará o vídeo no YouTube. O educador-orientador deverá assinar documento declarando que o desenho é original e não copiado, integral o parcialmente, de nenhuma outra obra, respondendo, de forma exclusiva e integral, por eventuais reclamações, questionamentos, acusações ou alegações de plágio ou violação de direitos autorais, de personalidade, de titularidade de terceiros, dentre outros, inclusive pela omissão de informações.

Quesitos de avaliação: respeito ao tema, expressão da ideia, desenvolvimento criativo, e qualidade do desenho.

7.5 Música

Pré-requisitos: música original e inédita, com duração de até 3 minutos (tempo máximo), filmada e postada no YouTube. A música deve ser composta exclusivamente pelos alunos indicados na ficha de inscrição. A interpretação também deve ser exclusiva dos alunos indicados na ficha. O acompanhamento (instrumentos musicais) poderá ser feito por alunos, professores ou outros profissionais.

Quesitos de avaliação: respeito ao tema, criatividade e expressão da ideia e adequação da letra à melodia.

7.6 Poesia

Pré-requisitos: a poesia deve ser original e inédita, contendo, no mínimo, 20, e no máximo 32 versos, em letra Arial, tamanho 12. A poesia deverá ser feita em sala de aula, ou em outro espaço da escola, acompanhada pelo professor-orientador responsável pelo aluno.

Quesitos de avaliação: respeito ao tema, criatividade e expressão da ideia

8.   LIMITE DO NÚMERO DE PARTICIPANTES

8.1. O número máximo de participantes da categoria esquete teatral é de 10 alunos. Nas demais modalidades o número máximo é 5 (cinco) participantes.

8.2. Na categoria Curta-Metragem, o limite de 5 participantes se aplica ao número de alunos responsáveis pela produção do trabalho, porém não há limite quanto ao número de pessoas entrevistadas ou que de alguma forma participem da história objeto do Curta-metragem. 

9.    AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS DAS ESCOLAS – ETAPA MUNICIPAL

9.1.  Na etapa municipal, cada Secretaria Municipal de Educação (SME) fará a seleção dos trabalhos produzidos por suas escolas. Compete a cada SME decidir se fará a avaliação com ou sem a realização de evento de culminância, bem como se haverá ou não premiação dos melhores trabalhos produzidos pelas escolas. As despesas com o evento de culminância e premiação, se houver, serão de responsabilidade da respectiva SME. A premiação poderá ser simbólica, facultada a confecção de brindes, placas de homenagem ou medalhas com o logo do prêmio, a critério da SME.

9.2.  O melhor trabalho de cada categoria poderá ser inscrito na etapa estadual, no prazo fixado no Regulamento da Procuradoria Regional do Trabalho da respectiva Unidade da Federação.

10.  POSTAGEM DOS TRABALHOS DOS MUNICÍPIOS - ETAPA ESTADUAL

10.1.   Todos os trabalhos selecionados para a etapa estadual deverão ser postados na internet pela respectiva SME, entregues na respectiva Procuradoria Regional do Trabalho, e/ou encaminhado por email premiomptnaescolapb@gmail.com no prazo fixado no Regulamento, observado o seguinte:

a)   Conto - o texto deve ser encaminhado por e-mail.

b)  Curta-metragem – O vídeo deverá ser postado no YouTube, devendo o respectivo link ser encaminhado por email.

c)   esquete teatral - deverá ser filmada. O vídeo deverá ser postado no YouTube, devendo o respectivo link ser encaminhado por email.

d)  música – deverá ser filmada. O vídeo deverá ser postado no YouTube, devendo o respectivo link ser encaminhado por email.

e)   desenho – a desenho deve ser enviado pelos Correios, com AR, ou entregue mediante recibo, na respectiva Procuradoria Regional do Trabalho, aos cuidados da Coordenação Estadual do Projeto, ou encaminhado pelos correios, com Aviso de Recebimento. Vide endereços no link abaixo: http://premiomptnaescola.blogspot.com.br/p/enderecos-do-mpt.html.

f)   poesia – o texto deve ser encaminhado por email.

10.2.   Ao postar o vídeo no Youtube (Curta-Metragem, esquete teatral ou música), deverá indicar, como título da postagem, a expressão contendo o nome do certame, acrescido do nome do Município e do nome da modalidade (“Prêmio MPT na Escola 2017 – Nome do Município – Modalidade”).

11.  SELEÇÃO DOS TRABALHOS DOS MUNICIPIOS – ETAPA ESTADUAL

11.1 Os trabalhos inscritos na etapa estadual serão avaliados por Comissão Julgadora Regional, instituída na PRT do respectivo estado ou região.

11.2 Compete a cada PRT (ou PTM) decidir se fará a avaliação, com ou sem a realização de evento de culminância, bem como se haverá ou não premiação dos melhores trabalhos produzidos pelos Municípios. A premiação, se houver, poderá ser simbólica, facultada a confecção de brindes, placas de homenagem ou medalhas com a marca do prêmio, a critério da PRT/PTM.

12.   PRÊMIO MPT NA ESCOLA 2017 (ETAPA NACIONAL)

12.1.    Os trabalhos que obtiverem o 1º lugar, em cada categoria do Prêmio, na etapa estadual/regional, serão inscritos na etapa nacional do até o dia 20.10.2017.

12.2.      Para inscrever os trabalhos na etapa nacional o Coordenador Regional da Coordinfância deverá encaminhar para o email premiomptnaescola@gmail.comas respectivas fichas de inscrições, os links dos trabalhos postados no Youtube (curta-metragem, esquete teatral e música), os textos (conto e poesia) e uma foto do desenho.

12.3 Sem prejuízo do disposto no item 12.2, o Coordenador Regional deverá encaminhar o trabalho original da modalidade desenho para a Assessoria de Comunicação da Procuradoria Geral do Trabalho, para que a Comissão Julgadora tenha melhores condições de avaliar os trabalhos da referida modalidade.

13.   AVALIAÇÃO DOS TRABALHOS DOS ESTADOS - ETAPA NACIONAL

13.1 A avalição dos trabalhos inscritos na etapa nacional do Prêmio MPT na Escola será realizada por Comissão Julgadora Nacional, composta de, no mínimo, 30 jurados, dentre Membros do Ministério Público do Trabalho, representantes de organismos internacionais, órgãos e entidades nacionais, parceiros nas ações de  prevenção e erradicação do trabalho infantil e convidados, dentre autoridades, escritores, artistas e desportistas que apoiam as ações de prevenção e erradicação do trabalho infantil.

13.2 A comissão julgadora será dividida em 6 subcomissões, de modo que cada subcomissão avaliará os trabalhos de uma categoria. Cada subcomissão será composta de, pelo menos, 5 membros.

13.3 O trabalho da comissão julgadora é de natureza voluntária, destinado ao fortalecer a luta nacional pela erradicação do trabalho infantil, de modo que não haverá qualquer remuneração dos serviços prestados pelos jurados.

14. PREMIAÇÃO NACIONAL

14.1 Serão premiados os trabalhos que obtiverem as cinco maiores notas em cada categoria, somados os pontos atribuídos pela respectiva subcomissão julgadora.

14.2 O valor total do prêmio será de R$ 240.000,00, sendo R$ 40.000,00 para cada categoria, assim divididos:

a) R$ 12.000,00 para o 1° lugar

b) R$ 10.000,00 para o 2° lugar

c) R$   8.000,00 para o 3° lugar

d) R$   6.000,00 para o 4° lugar

e) R$   4.000,00 para o 5° lugar

14.3 A premiação será dividida entre os(as) respectivos alunos(as), professores(as), coordenadores(as) do projeto na escola e coordenadores(as) municipais do projeto, de modo que cada seguimento ficará com 25% do respectivo prêmio.  Exemplificando: o valor do prêmio do trabalho que obtiver o primeiro lugar (R$12.000,00) será dividido da seguinte forma: R$ 3.000,00 para o segmento aluno; R$ 3.000,00 para o segmento professor; R$ 3.000,00 para o segmento coordenador do projeto na escola; e R$ 3.000,00 para o segmento coordenador municipal do projeto.

14.4 Se mais de um(a) aluno(a), professor(a) ou coordenador(a) tiver participado do trabalho premiado, a parte do prêmio correspondente ao segmento será dividido entre o número de participantes do segmento. Exemplificando: se mais de um(a) aluno(a) tiver participado do trabalho que obtiver o primeiro lugar, a parte do prêmio devida ao seguimento aluno (R$ 3.000,00) será dividida entre os alunos que participaram do trabalho.

15    SOLENIDADE DE ENTREGA DOS PRÊMIOS

15.1 A entrega dos prêmios aos vencedores do Prêmio MPT na Escola – Etapa Nacional será realizada em Sessão Solene, promovida pelo MPT, em Brasília. A data será definida e divulgada oportunamente.

15.2 Serão custeadas as despesas com deslocamento, estadia e alimentação dos alunos, familiares, educadores, gestores escolares e coordenadores municipais do projeto dos municípios que obtiverem o primeiro lugar da respectiva categoria, até o limite de 5 (cinco) pessoas por categoria. Caberá ao Município custear as despesas com descolamento, alimentação e estadia de seus representantes excedentes, caso decida encaminhar mais de 5 (cinco) representantes.

15.2 Fica facultada a participação, na Sessão Solene, dos municípios que obtiverem do 2º ao 5º lugar da respectiva categoria, hipótese em que deverão custear as despesas com deslocamento, estadia e alimentação respectivos participantes.

15.4 Sem prejuízo do Solenidade de Entrega dos Prêmios, em Brasília, os Coordenadores Regionais da Coordinfância dos Estados ou Regiões em que se localizam as escolas vencedoras promoverão eventos nas referidas escolas, para entrega solene do prêmio, com a participação de toda a comunidade escolar, em parceria com a respectiva Secretaria Municipal de Educação.

16    PUBLICAÇÃO DOS TRABALHOS – ETAPA NACIONAL

16.1 A publicação do resultado dos vencedores será feita pelo Portal do MPT (www.mpt.mp.br) e no blog do prêmio (www.premiomptnaescola.blogspot.com.br) e será encaminhada, para divulgação, aos principais veículos de comunicação do país.

16.2. Todos os trabalhos inscritos na etapa nacional do Prêmio MPT na Escola serão publicados pelo MPT. Os trabalhos das modalidades conto ou poesia e desenho serão publicados em livro ou revista. Os das modalidades curta-metragem, esquete teatral e música serão publicados no site do MPT e no blog do Prêmio.

17    DISPOSIÇOES GERAIS

17.1. Os responsáveis legais dos participantes, ao autorizarem o envio de seus trabalhos, manifestam sua total concordância com as regras deste concurso.

17.2. Não haverá devolução dos materiais recebidos. Os participantes do Prêmio MPT na Escola estão cientes de que os trabalhos inscritos poderão ser utilizados pelo Projeto MPT na Escola, que se reserva o direito de publicar e de disponibilizar, na íntegra ou em parte, todos os trabalhos inscritos, premiados ou não, em quaisquer veículos de comunicação.

17.3. Todo o material enviado pelo correio deve ser acomodado em envelopes ou caixas resistentes. Avarias, violações ou extravios nos trabalhos são de responsabilidade do participante.

17.4. As dúvidas serão esclarecidas pela Comissão Organizadora, através do email premiomptnaescola@gmail.com.

17.5 As decisões das Comissões Julgadoras do Prêmio MPT na Escola 2017 são soberanas, não cabendo qualquer recurso ou impugnação.

17.6. O regulamento deste concurso cultural ficará disponível para consulta em www.premiomptnaescola.blogspot.com.br até que seja concluída toda a fase de apuração e premiação correspondente.

17.7. Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão Organizadora.

Comissão Organizadora

 

João Pessoa-PB, 05 de outubro de 2017.

 

 

 

(Fonte: Ascom/MPT-PB).

 

CONTATOS:

 

ASCOM / MPT-PB – (83) 3612 – 3119

 

 

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr