• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • O Ministério Púbico do Trabalho (MPT) lançou a campanha de conscientização para incentivar a inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A campanha foi criada por ocasião do Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência – 21 de setembro, conhecido também como “Dia D” – e é composta por imagens e vídeos para difusão em redes sociais pelas unidades do MPT de todo o país.
  • O procurador Carlos Eduardo de Azevedo Lima tomou posse na tarde desta segunda-feira (2/10), em Brasília (DF), como novo procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB). A solenidade de posse dos novos procuradores-chefes das 24 Procuradorias Regionais do Trabalho aconteceu na sede da Procuradoria-Geral do Trabalho (PGT), na Capital Federal.
  • A campanha “Trabalho Infantil: Se você cala, não para”, do Ministério Público do Trabalho (combate ao trabalho infantil) ganhou 10 prêmios no Prêmio Pernambuco de Propaganda, entre eles, quatro de ‘ouro’ e o troféu de Grand Prix da Publicidade.
  • O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) divulgou nessa quarta-feira (4/10) o edital contendo o regulamento regional do Prêmio MPT na Escola 2017, que premiará os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais produzidos pelos alunos de escolas participantes do projeto no Estado.
  • O Ministério Público do Trabalho (MPT) vai oferecer o curso gratuito para capacitar conselheiros tutelares e outras pessoas que integram a rede de proteção à infância em todo o País, as incrições iniciam em outubro
  • MPT abraça Campanha do Novembro Azul

MPT e Federação Brasileira discutem atividade médica

O procurador-chefe do MPT-PB, Paulo Germano da Costa de Arruda, recebeu a visita do presidente da Federação Médica Brasileira (FMB), Waldir Araújo Cardoso, no último dia 6 de junho. Entre os assuntos discutidos estava a contratação de médicos em desacordo com a legislação.

O objetivo é expandir a parceria com as entidades médicas, sindicatos e Federação Médica Brasileira para que os profissionais tenham uma adequada condição de trabalho do ponto de vista ambiental e remuneratório, reduzindo os vários vínculos dos médicos, o que gera grande desgaste físico e emocional, além de prejuízos no atendimento à população.

O presidente da FMB apresentou ao procurador-chefe o compromisso da entidade na busca pela atividade médica de qualidade, que inclui melhores condições de trabalho e remuneração.

“Estamos consolidando uma parceria institucional. Nossas preocupações com vínculo e condições de trabalho para os médicos são as mesmas”, destacou o presidente da FMB, Waldir Cardoso.

 

Problemas de gestão. O procurador-chefe Paulo Germano pontuou que o médico precisa de uma carreira de Estado e afirmou que os sindicatos de médicos e a FMB têm grande importância na garantia de saúde de qualidade à população.

“Há problemas de gestão no sistema público e, evidentemente, o médico, de modo geral, não tem uma adequada condição de trabalho. A consequência é o caos na saúde que assistimos, dia após dia, e não há solução fácil e pronta. Investir no diálogo entre as entidades representativas dos médicos e o Estado Brasileiro é o começo e condição necessária à superação dos desafios”, afirmou Paulo Germano.

Participaram também da visita de cortesia ao procurador-chefe do MPT-PB, a secretária-geral da FMB, Malu Davi; a diretora de Saúde Suplementar da Federação, Silvana Soraya; o secretário-geral do Simed-PB, Tarcísio Campos e o administrador do Simed-PB, Renato Ribeiro.

 

Mais fiscalizações

“Pedimos que o MPT fiscalize com mais frequência a atividade médica. Será fácil identificar profissionais atuando com contratos precários, sem qualquer tipo de vínculo reconhecido”, afirmou o presidente do Sindicato dos Médicos da Paraíba (Simed-PB), Adriano Sérgio Freire Meira.

 

Saúde na Saúde. A Federação Médica Brasileira (FMB) também demonstrou interesse em participar do “Saúde na Saúde”, programa nacional do MPT, cujo gerente é o procurador do Trabalho Cláudio Gadelha, coordenador da Coordenadoria Nacional de Combate às Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública (Conap/MPT).

“As condições de trabalho dos profissionais de saúde que atuam na rede pública é um assunto que está na pauta da Conap e do projeto Saúde na Saúde”, ressaltou Cláudio Gadelha.

Um Manual de Atuação da Conap está disponívem na internet, no site do MPT (www.mpt.gov.br).

 

Fonte: Ascom / MPT

 (83) 3612 – 3119 


Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr