• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • Não categorizado
  • Em Sousa - MPT e TJ-PB implantarão projeto para capacitar jovens que cumprem medidas socioeducativas
  • OUTDOOR simples trabalho 2
  • DIVULGAÇÃO Exposição ManaíraShopping
  • 17-MINISTERIO-1900A-TRABALHO INFANTIL-OUTDOOR - Copia
  • NRS
  • banner yt

Em Sousa - MPT e TJ-PB implantarão projeto para capacitar jovens que cumprem medidas socioeducativas

O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) e o Tribunal de Justiça do Estado (TJ-PB) iniciarão a implantação de um projeto voltado à qualificação de jovens que cumprem medidas socioeducativas no Centro Educacional do Adolescente (CEA), localizado no município de Sousa, no Sertão. Cursos profissionalizantes serão oferecidos a esses jovens.

O pontapé inicial desse projeto acontecerá no próximo dia 7 de junho, no Fórum Dr. José Mariz, na Comarca de Sousa, onde será realizada a primeira reunião para discutir as estratégias de implantação dos cursos de capacitação.

“O MPT reverterá valores decorrentes de indenização por dano moral coletivo para o custeio do projeto. Os cursos serão oferecidos pelo Senai. A Fundac, a Fiep e o TRT também serão parceiros desse projeto”, destacou a procuradora do Trabalho Marcela Asfóra.

Projeto foi implantado no Lar do Garoto

A procuradora Marcela Asfóra ressaltou que essa experiência foi implantada pelo MPT, de maneira exitosa, no Lar do Garoto, localizado no município de Lagoa Seca, região de Campina Grande. Idealizado no ano passado, por meio do procurador do Trabalho Raulino Maracajá, o projeto começou a ofertar os primeiros cursos este ano. Entre eles, estão os cursos de confeiteiro e montador de calçados.

 Centro atende mais de 40 jovens

Atualmente, o Centro Educacional do Adolescente (CEA) em Sousa possui 44 internos, todos do sexo masculino. A entidade recebe jovens em conflito com a lei de Sousa e de várias outras cidades do Sertão e Alto Sertão da Paraíba, entre elas, Catolé do Rocha, Patos, Cajazeiras, Conceição e Teixeira.

“Estamos ansiosos para iniciar esse projeto. Faremos tudo para que esses adolescentes aproveitem ao máximo os cursos para que possam ter uma nova oportunidade na vida”, comentou a diretora do CEA, Nadja Estrela. Ela disse que um levantamento está sendo realizado para verificar os cursos que poderão ser ofertados, entre eles, pintor de obras, pedreiro de revestimento em argamassa, eletricista, encanador, serígrafo e gesseiro.

 

CONTATOS:

Henriqueta Santiago – Jornalista

Giovana Ferreira - Estagiária

(83) 3612 – 3119 – Ascom / MPT

 

 

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner transparencia
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • bunner yt ok
  • Portal de Direitos Coletivos
  • nr